4 atividades para os alunos realizarem quando visitam Aveiro

As visitas de estudo são dos dias preferidos dos alunos! Tirar um dia para sair da rotina da sala de aula e ter a oportunidade de conhecer uma nova cidade, dá sempre uma motivação extra. Quando se faz uma visita de estudo a Aveiro, não significa fazer apenas as típicas atividades associadas à cidade, como o passeio de moliceiro ou a visita às salinas, também é possível realizar algumas atividades lúdicas e até pedagógicas, que têm uma grande importância no desenvolvimento e socialização dos jovens. Por este motivo, e se está a pensar realizar uma visita à cidade dos canais, damos-lhe a conhecer 4 locais em que o foco é a aprendizagem, mas de uma forma mais interativa e estimulante para os estudantes.

1. Museu do Brincar:
Situado em Vagos, a apenas 20 minutos do centro da cidade, o Museu do Brincar, que leva o “(…) brincar muito a sério”, dedica-se ao acolhimento de brinquedos e de outros objetos relacionados com a infância. Com um espólio superior a 15000 unidades, entre modernas e antigas, os visitantes têm a oportunidade de aprender sobre a evolução do brinquedo, brincando.
Sempre com várias exposições a decorrer, quem visita o museu pode, ainda, participar em diversas atividades lúdicas, como o atelier de fantoches com vara, de espantalhos ou de fenascitoscópios.
Uma coisa é certa, quem visita este museu entra num lugar onde a imaginação não tem limites e com certeza com um novo olhar sobre os brinquedos.
Contactos: 234796151/964695304

2.Fábrica da Ciência Viva:
Localizada na antiga fábrica da Companhia de Aveiro de Moagens, a Fábrica da Ciência Viva tem como objetivo promover a cultura, científica e tecnológica, e a divulgação do conhecimento.
Dispõe de 3 laboratórios e de uma oficina de Robôs, em que os visitantes são convidados a construir e a programar um robô, satisfazendo a sua curiosidade em relação ao seu funcionamento. Conta, ainda, com uma grande diversidade de exposições, a decorrer durante todo o ano, com uma programação de atividades variadas e em formatos diferentes, o que permite uma interação com públicos de todas as idades.
As atividades disponíveis têm uma duração de 60 minutos e os grupos serão sempre acompanhados por um guia.
Para ver as atividades a decorrer clique neste link.
Contactos: 234427053

3.Estaleiro-Estação Científica de Ílhavo:
O “Estaleiro- Estação Científica de Ílhavo”, situado junto à Biblioteca Municipal de Ílhavo, que abriu portas recentemente, é um espaço que se dedica à ciência e tecnologia, sem nunca se esquecer do contacto com a cultura e património ilhavense. Consegue associar, a já antiga tradição marítima, da pesca de bacalhau, o pão de Vale de Ílhavo e as cerâmicas da Vista Alegre, com a Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática.
Com 4 espaços de atividades diferentes (Casa das Máquinas, Casa do Leme, Messe e Ponte), estes irão proporcionar experiências Maker (o visitante é convidado a meter as mãos na massa), na área da robótica, gastronomia de bordo, cozinha molecular e produção de bioplásticos e biodiesel.
O “Estaleiro” quer ajudar a promover a ciência e permitir o desenvolvimento do conhecimento científico e do pensamento computacional, tentando aumentar a curiosidade pelos fenómenos que nos rodeiam.
Contactos: 234329633

4.Jardim Oudinot:
O Jardim Oudinot, situado na Gafanha da Nazaré, na “ponta norte” do canal de Mira, junto ao antigo Forte da Barra, é um espaço com uma incrível qualidade paisagística e ambiental. Este jardim, aberto ao público, conta com uns excelentes espaços pedonais, um parque de merendas, campos desportivos, parques infantis, com uma praia fluvial e, ainda, considerado o seu ex-líbiris, o Navio Museu de Santo André. Este navio, que pertence ao Museu Marítimo de Ílhavo, pode ser visitado e pretende mostrar como eram as pescas de arrasto do bacalhau e honrar todos os seus tripulantes.
Um espaço ideal para sair da tradicional sala de aula, para descobrir os espaços verdes que a cidade de Aveiro tem para oferecer e ainda ficar saber a história da pesca de um dos pratos preferidos dos portugueses.
Para mais informações aceda a este link.
Contacto: 234329900

Após ficar a conhecer 4 lugares fantásticos em que a aprendizagem, de uma forma mais participativa é o principal foco, vontade de visitar a cidade de Aveiro não vai faltar. Se pretender, também, realizar os típicos programas, como o passeio de barco, visitar as salinas ou fazer um workshop de ovos moles, clique nos links para ficar a saber mais informações.

Para mais informação:
Simulador preço grupos
Simulador preço grupos escolares horário Normal
Simulador preço grupos escolares horário económico

Porque se atiram cavacas nos festejos de São Gonçalinho?

Todos os anos, no início de janeiro, na cidade de Aveiro, mais precisamente no bairro da Beira-Mar, se realizam as festas em honra a São Gonçalo ou, como é tão carinhosamente tratado pelas gentes deste bairro, São Gonçalinho.

Diz a lenda que São Gonçalinho levava pão às pessoas leprosas que habitavam as Gafanhas. No entanto, de forma a evitar o contágio, o pão era lançado de um lugar alto. Assim, de maneira a honrar este ato generoso, deste santo conhecido por ser casamenteiro, milagreiro, curador de doenças relacionadas com os osso e até dançarino, são lançadas cavacas (um doce seco, de claras de ovos, farinha e coberto de açúcar) do cimo da capela, com o seu nome. Esta prática, que também é uma forma, pode-se dizer peculiar, de pagamento das promessas feitas a este santo, é considerada o ponto alto das festividades, que têm uma duração de 5 dias (pode ver o programa aqui).
No adro da capela, centenas de pessoas reúnem-se para tentar apanhar as famosas cavacas.  Desde guarda-chuvas virados do avesso, camaroeiros ou simplesmente as mãos, para os mais corajosos, tudo serve para conseguir juntar o maior número possível deste doce, que é bem duro de roer.
É preciso ter em atenção que uma cavaca a voar pode causar uma grande dor de cabeça. Estas chegam a atingir 50km/h, pode ver aqui a explicação, pelo que é preciso estar bem protegido! E aqui a habilidade popular recomenda que qualquer coisa dá para proteger a cabeça. Com um capacete, um gorro ou mesmo um garrafão de vinho, tudo se aceita na altura de nos livrarmos de um belo galo.

Para além desta tradição, existem mais duas, que normalmente se realizam no interior da capela, a entrega do ramo e a dança dos mancos.

As festas em honra a São Gonçalinho são, sem dúvida, a festa mais emblemática da cidade de Averio, que merece e vale bastante a pena ser presenciada.

São Gonçalinho 2020 – Venha a Aveiro atirar Cavacas

De 9 a 13 de janeiro está de regresso uma das mais genuínas festas populares de Aveiro.
O São Gonçalinho volta a ser celebrado e com ele regressa a célebre “apanha da cavaca”.

TRADIÇÕES DE SÃO GONÇALINHO EM 2020

ATIRAR CAVACAS
– Horários para subir a capela e atirar cavacas.
Dia 9 Quinta-Feira – 18H00 » 00H00
Dia 10 Sexta-Feira – 10H00 » 18H30 | 20H00 » 23H30
Dia 11 Sábado – 10H00 » 18H00 | 19H00 » 00H00
Dia 12 Domingo – 13H00 » 00H00
Dia 13 Segunda-Feira – 10H30 » 18H00 | 21H30 » 00H00

RESERVAR CAVACAS
Por telefone: 918 775 696 – 964 626 535 – 963 289 367 –  969 292 110
junto dos mordomos de São Gonçalinho 2020, por mensagem Facebook e Instagram nas páginas da mordomia.

BRINDAR COM LICOR DE ALGUIDAR
licor de alguidar sao goncalinho 2020
Durante o mês de janeiro, brindamos à amizade com todos os sabores de licor de Alguidar  servidos na tradicional cavaca de São Gonçalinho.
cartaz são gonçalinho 2020

CARTAZ MUSICAL DE SÃO GONÇALINHO 2020

Dia 9 de Janeiro
JOANA ESPADINHA
Palco Rossio 22H
CORAL DA VERA-CRUZ
Capela São Gonçalinho 00H

Dia 10 de Janeiro
TROUBLEMAKERS
Palco Rossio 21H

SAMUEL ÚRIA
Palco Rossio 22H

Dia 12 de Janeiro
CARLA BLONDIE
Palco Rossio 17H

DELTA BLUES RIDERS
Palco Mercado 22H

Dia 13 de Janeiro
TUNA UNIVERSITÁRIA DE AVEIRO (T.U.A.)
Palco Rossio 21H

TOY com T.U.A.
Palco Rossio 22H
cartaz são gonçalinho 2020

CURIOSIDADE SOBRE AS CAVACAS DE SÃO GONÇALINHO

Tente adivinhas qual a velocidade que uma cavaca atirada do topo da Capela de São Gonçalinho pode atingir?

Quer saber a resposta?
Veja aqui o vídeo onde a Universidade de Aveiro dá a resposta aesta questão.

Vale a pena fazer um passeio de barco em Aveiro nos dias frios!

Aveiro, a cidade portuguesa dos canais, onde neles navegam os seus típicos e tradicionais barcos Moliceiros! Todos os dias centenas de turistas embarcam nestes famosos barcos à procura de uma experiência memorável, e poucos ou, atrevemo-nos a dizer, nenhuns saem descontentes.

Quando se visita Aveiro, percorrer os canais nos conhecidos moliceiros é praticamente obrigatório. A vista que se tem sobre a cidade, durante esta viagem, é ainda mais deslumbrante. E não é só no verão ou nos dias de sol que estes passeios se fazem! Apesar de, o nosso pensamento nos levar logo para dias de calor, quando se fala em passeio barco, nos dias de frio e de chuva, também é possível fazê-lo. Com um bom agasalho, uma capa impermeável e um guarda-chuva, tudo se resolve! É de lembrar que estes barcos ainda são construídos da maneira tradicional, pelo que não são e nem podem ser tapados.

Se o seu receio é de que no inverno o passeio se torne mais turbulento, não se preocupe, o passeio é sempre seguro! Os canais da ria são controlados, pela comportas, o que leva a que exista pouca ou, praticamente, nenhuma ondulação, por isso nem os mais sensíveis podem perder esta viagem.

No final, sempre pode ter a desculpa de que está frio e só uma boa bebida bem quente ou um doce licor o vão aquecer. Aproveite para passar no Zeca, que é especialista na confeção de um delicioso e cremoso chocolate quente, e que o vai deixar bem aconchegado. No entanto, se preferir um bom licor, peça um Licor de Alguidar, que é típico aveirense, e nada melhor que experimentar os sabores característicos de cada cidade.

Sem dúvida que nos dias de sol os passeios serão mais agradáveis, mas se visitar Aveiro num dia mais frio e chuvoso, não queremos que deixe escapar a oportunidade de fazer esta viagem tão única. Vai com certeza ser, na mesma, uma experiência inesquecível!